sábado, 25 de maio de 2013

Preguiça

     Sabe quando após comer muito no almoço, somos dominados pelo sono: daqueles que nada mais importa quando se deita em uma rede ao vento, uma cama de lençóis frescos, até mesmo uma cadeira de área nos faz cochilar por alguns minutos... Hoje nosso herói está com essa malemolência. Nosso herói homem de corpo grande, forte, volumoso, corpo que precisa de muita energia, corpo que gasta muita energia, que sua por horas enquanto a boca soa com ronco exaltado se entregando ao sono gostoso no sofá da sala. E ali está ele deitado: hora acorda ouvindo e ver alguma coisa na TV, hora acorda para comer mais batatas fritas que está sobre sua barriga. Ás vezes acorda com o barulho que sua mãe faz na cozinha. Mas, ele sempre retornar ao sono, coloca as batatas fritas no chão em cima do tapete, se vira de lado e volta a cochilar, a roncar e peidar. Calor não sente: o ar-condicionado deixa tudo a sua volta fresco, leve, gostoso para dormir e assim são seus dias; dias em que come muito no almoço e dorme por horas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário