segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Piscina

     Cansou. Desligou a T.V e caminhou, já na varanda parou. Deitou-se na beirada da piscina e ficou. Ali olhando o céu azul e as nuvens brancas, tornou-se parte do concreto, objeto com o braço direito boiando na água. O tempo passou. A T.V desligada fez com que os pássaros cantassem. Sua esposa notou. Notou aquele seu objeto na beira da piscina e se aproximou. Parou em pé e olhando perguntou:

–  Você esta bem?
     Os olhos abertos para o céu e as nuvens, viram para aquele corpo gigante em belas formas que, deitou-se ao seu lado. Ele nada falou, apenas rolou abraçado com ela pra água. Depois do mergulho e o grito dela; o beijo. O beijo que faltava no dia inteiro. O beijo que antes objeto, agora amor. Amor como há dias não faziam, amor como há dias não sentiam... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário